Estudo sugere ser possível apagar memórias específicas

Postado em

Foto: BBCPesquisadores conseguiram apagar memórias específicas criadas para o estudo

Pesquisadores holandeses podem ter encontrado uma forma de apagar memórias indesejadas – uma façanha que até agora parecia ser restrita a filmes de ficção científica.

Um novo experimento da Radboud University Nijmegen sugere que pode ser possível destruir memórias específicas do cérebro com a ajuda da terapia eletroconvulsiva ou de eletrochoques – tratamento psiquiátrico que conta com a aplicação de correntes elétricas no cérebro, provocando uma convulsão temporária.

A terapia eletroconvulsiva, realizada normalmente em pacientes sob anestesia, é usada como tratamento psiquiátrico há mais de 75 anos, mas costuma ser vista como “desumana” e “antiquada”.

Na Holanda, a prática é usada frequentemente como último recurso para tratar distúrbios como a depressão aguda.

Para deixar a experiência o mais confortável possível para o paciente, os médicos usam relaxantes musculares e anestésicos.

Mas para este estudo específico, os médicos usaram a técnica para destruir memórias que foram “construídas” em pessoas que já faziam tratamentos eletroconvulsivos.

Sem lembranças

Os pacientes recebiam dois grupos de fotografias, cada um deles contando uma história diferente. Logo antes da sessão de eletrochoque, eles tinham que observar uma das duas histórias novamente, para reativar aquela memória específica.

Os resultados da experiência foram impressionantes. Logo após o tratamento, eles haviam esquecido a história do grupo de fotos que tinham acabado de ver, pela segunda vez.

A memória da outra história – que só havia sido vista uma vez – não foi afetada pela corrente elétrica.

“Não me lembro. Sei que eles me mostraram alguma coisa, mas não lembro o que era”, disse à BBC a holandesa Jannetje Brussaard-Nieuwenhuizen, que faz terapia de eletrochoque desde 1969 para tratar da depressão e participou do estudo.

Seu depoimento encorajou os pesquisadores. Eles esperam que o estudo possa eventualmente ajudá-los a tratar distúrbios como o transtorno do estresse pós-traumático.

Mesmo se a eficácia da técnica for cientificamente comprovada, ainda restam dúvidas sobre as justificativas e implicações de uma prática capaz de destruir memórias.

Os pesquisadores também ressaltam que o estudo foi feito com memórias artificiais, mas as conexões profundas que existem sob as memórias reais podem ser mais difíceis de apagar.

BBC

Anúncios

6 comentários em “Estudo sugere ser possível apagar memórias específicas

    […] se trata de soldados, o potencial para apagar memórias ou inserir novas poderia interferir com técnicas de combate, tornando os guerreiros mais violentos e menos […]

    Curtir

    Bill disse:
    3 de dezembro de 2018 às 17:02

    I am sure this post has touched all the internet people, its really really nice paragraph
    on building up new blog. I will right away seize
    your rss as I can not in finding your e-mail subscription link or newsletter service.
    Do you have any? Please permit me recognize in order that I may subscribe.
    Thanks. Does your blog have a contact page? I’m having problems locating it but,
    I’d like to send you an email. I’ve got some suggestions for your blog you might be interested in hearing.

    Either way, great site and I look forward to seeing it improve over time.
    http://cspan.org/

    Curtir

    cheap canada goose disse:
    24 de abril de 2019 às 10:02

    I was recommended this web site by my cousin. I am no longer sure whether this submit is written via him as nobody else understand
    such distinctive about my trouble. You’re amazing!
    Thanks!

    Curtir

    Josefa disse:
    25 de abril de 2019 às 21:41

    Along with the club’s donations, sponsorships” for the purchase and
    planting of the flowers had been supplied to Fairview Park’s residents, organizations, and businesses at a price of $45.

    Curtir

    Vanita disse:
    26 de abril de 2019 às 17:18

    Take your kid for a walk. They consume slowly.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s